sexta-feira, 27 de outubro de 2017

Educação Corporativa, mais que capacitar é preciso comunicar!

Educação corporativa, é a importância do coletivo e de novas formas de pensar e construir o conhecimento nos dias de hoje, enfatizando que o futuro das organizações e nações depende, cada vez mais, de sua capacidade de aprender coletiva e comprovadamente dos trabalhadores do conhecimento. Este tipo de educação foca a aquisição de conhecimentos necessários para as atividades da organização que o fornece. Tornou-se um caminho alternativo para a disponibilidade de profissionais com conhecimentos apropriados a determinadas atividades sem depender de instituições externas a organização.
O crescimento de ações educacionais direcionadas ao trabalhador se deve ao fato de as empresas compreenderem que aprender é o grande diferencial do mercado.
Como Peter Senge afirma, "as organizações que realmente terão sucesso no futuro serão aquelas que descobrirem como cultivar nas pessoas o comprometimento e a capacidade de aprender em todos os níveis da organização". Não basta a empresa desembolsar recursos, é preciso comprometimento verdadeiro com a aprendizagem do trabalhador.
Discorremos tanto sobre a aprendizagem nas organizações como na importância dos investimentos no desenvolvimento do capital humano nas empresas. Contudo, não podemos deixar de esclarecer que as empresas estão transitando do antigo paradigma de treinamento para um novo paradigma centrado na educação corporativa.
Educação corporativa é mais do que treinamento empresarial ou qualificação de profissionais. Trata-se de trabalhar coerentemente as competências individuais e organizacionais no contexto geral da empresa, sendo relacionadas ao processo de inovação e aumento da competitividade dos produtos das organizações.
Em outras palavras, a educação corporativa é uma prática coordenada de gestão de pessoas integrada com a gestão de conhecimento em que é orientada à estratégia de longo prazo de uma empresa.
As atividades de educação corporativa são amplas e englobam toda a cadeia produtiva. Os professores (dinamizadores ou multiplicadores) professores universitários ou consultores externos. A concepção de educação corporativa é adotada pela empresa.
Nesse contexto, a educação corporativa vem crescendo a passos largos no Brasil. Cada vez mais se torna crescente a necessidade de treinamento no meio empresarial com foco real no alcance de resultados.
Líderes e colaboradores precisam reciclar seus conhecimentos e se valerem do aprendizado contínuo para melhorarem o tempo gasto nas tarefas do dia a dia e conquistarem maiores objetivos.
As empresas precisam enfrentar essas mudanças de maneira proativa. A capacidade de ajustar-se às novas exigências e desenvolver seu capital intelectual torna-se uma questão de sobrevivência.

Para reforçar a importância da educação corporativa, é importante salientar que a Universidade Corporativa é um processo e não apenas uma estrutura física, seu dever é auxiliar na gestão de trabalhadores capazes de criar e gerenciar oportunidades de negócio ou mesmo prontos a enfrentar processos de internacionalização das empresas. Os desafios das Universidades Corporativas ou de qualquer unidade de educação corporativa é unir negócios e educação a uma visão crítica e reflexiva do ato pedagógico e da aprendizagem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário